Você sabia que uma maneira extremamente efetiva de aumentar a taxa de cliques e conversão no seu site, por exemplo, consiste na simples adição de um botão Call to Action?

Pois é! Ficou meio perdido e bastante interessado com essa pergunta?

Então continue lendo este artigo para saber o que é botão call to action e conferir as melhores ideias para você atrair cada vez mais resultados para seu negócio.

O que são botões call to action?

“Compre”, “confira”, “acesse”, “não perca”, “aproveite”… Você já deve ter lido essas frases em vários lugares por aí. Esse tipo de pedido, que incentiva quem lê a realizar uma ação, é chamado de call to action. 

Sendo assim, as call to action (CTA), ou, em bom português, “chamadas para ação”, podem ser imagens, textos, banners, botões ou links que instigam os visitantes ou leads a realizarem uma ação que você deseja. Funciona como um guia para o cliente até a conversão final.

Essa ação pode ser algo como baixar um eBook, se inscrever na sua newsletter, comprar um produto ou até ler um outro texto a respeito de determinado assunto.

Por esse motivo, em geral, botões CTA são escritos de maneira persuasiva.

É comum ver esse tipo de botão ao final de artigos, vídeos, emails e outros conteúdos. Mas também é possível criar um pop-up que indique uma ação quando seu cliente acessa seu site.

Outro uso muito comum de botões call to action são nas páginas de captura de leads, ou seja, nas landing pages.

Em geral você oferece um benefício e incentiva seu cliente a disponibilizar seu email em troca de tal benefício. Ao fim do formulário de captura você coloca, então, uma botão CTA para incentiva o cliente a aceitar a oferta.

| Leitura recomendada para você: 3 estratégias infalíveis para gerar leads para o seu negócio

Por que a CTA é importante?

Usabilidade. 

Essa é a palavra que define o call to action, afinal, ele melhora a navegação do usuário de forma que tudo fique mais claro.

Os botões CTA são itens importantíssimos para uma estratégia de inbound marketing porque permitem que você converta leads e leve-os mais fundo no funil de vendas.

Imagine que você quer comprar uma roupa em uma loja virtual, mas ao chegar na página da determinada peça não encontra um botão de “compre agora”. Você desiste, certo? Ou se você se interessou pelo conteúdo de um site e quer receber as notificações dele, mas, opa!, cade o campo da newsletter para você se inscrever?

Essas situações mostram a perda de uma venda e de uma geração de um novo lead pelo simples fato de não ter uma CTA efetiva. A oferta era boa, mas o visitante não sabia onde nem como agir.

Vantagens da utilização de botões call to action

Você sabia que, de acordo com a WordStream, adicionar um único botão call to action pode aumentar a taxa de cliques em mais de 3x?

E tem mais: você consegue aumentar a taxa de vendas em até 16x.

De fato, quando se trata de uma campanha de marketing digital, o maior erro é não colocar um botão CTA ao longo do mesmo.

De uma maneira geral um botão call to action bem posicionado e bem feito pode aumentar o engajamento e o tempo gasto no seu site.

Se ao fim (ou ao longo) de cada artigo você coloca chamadas para ação, você consegue aumentar significativamente o tempo médio que um visitante passa no seu site (ótimo também para SEO).

Esses dois fatores juntos significam que a utilização de um CTA reduz o tempo médio para que você converta um lead.

Como o visitante passa mais tempo no seu site, lendo artigos ou entendendo os produtos e serviços que você oferece, então ele estará nutrido mais rapidamente.

Ao mesmo tempo, ele também irá se transformar em cliente com mais frequência, tendo em vista os dados da taxa de cliques e vendas que citei acima.

Ou seja, podemos dizer que se você quer aumentar sua taxa de conversão de leads, adicionar botões de CTA é uma ótima ideia!

Como utilizar os botões call to action

O primeiro passo para definir como será seu botão de CTA é descobrir qual resultado você quer obter.

Seu desejo é aumentar a taxa de vendas? Aumentar o tempo que determinado usuário passa no site? Garantir a aquisição de novos leads? Decidir isso irá te guiar no processo de colocação deste CTA e ajudará a definir o design do mesmo além de ajudar na elaboração do texto.

| Leitura recomendada para você: Dicas sobre design que irão alavancar as conversões do seu site

Por exemplo, considere um lead novo, lendo um artigo que explica um aspecto básico do seu produto. Seu objetivo provavelmente será continuar o processo de nutrição e aprendizagem deste lead. Logo, seu botão de CTA irá direcioná-lo para um outro artigo, que explica algum outro aspecto sobre o mesmo assunto (coisa que eu fiz no parágrafo acima).

Agora, suponha que seu objetivo seja aumentar as vendas. Neste caso é normal que você adicione botões CTA focados em vendas nos emails direcionados à leads mais quentes. Aqueles que estão mais no fundo do funil de vendas, mo estágio de decisão de compra.

Isso, portanto, é um aspecto importante sobre os botões call to action. Em geral o botão é feito pensando no estágio que o lead se encontra no funil de vendas. A ação que você quer que um lead no topo do funil tome é totalmente diferente da ação desejada para um lead mais ao fundo.

 

Por exemplo, se é uma página de produtos, ela deveria ter uma CTA para compra ou para fazer um teste gratuito. Se for um post no blog, ele pode ter uma CTA para um conteúdo rico ou para assinar a newsletter. Já em uma página de história da empresa, que tal um CTA para assistir um webinar com o CEO da empresa ou para entrar em contato via e-mail?

Mas as suas call to action não precisam estar restritas ao seu site. Você pode utilizá-las em e-mails, redes sociais, materiais ricos e vídeos da empresa. O importante é guiar o visitante para tomar a ação que você deseja.

Onde o botão call to action deve estar?

O que causa muita dúvida nas pessoas que estão iniciando na criação de call to action é em quais páginas elas deveriam estar. A resposta é simples: em todas as páginas.

Isso porque, teoricamente, todas as páginas do seu site deveriam ter um propósito bem definido e por isso mereceriam uma CTA.

De acordo com um estudo realizado por Neil Patel, colocar o botão CTA ao final da página é o mais indicado.

Botões logo no começo podem reduzir a taxa de cliques em até 17%, quando comparados com botões posicionados mais ao fim das páginas.

Mas não se engane, o desempenho do botão não está ligado simplesmente à sua colocação. A ideia de colocar o mesmo ao fim de uma página tem como objetivo explicar a oferta antes de oferecer a mesma ao cliente. E faz sentido, é muito mais fácil persuadir o cliente antes e oferecer algo depois.

Outro ponto quanto à localização está relacionada à clareza ao redor do botão. Muitos elementos gráficos chamativos podem “camuflar” o botão. Evite, portanto, colocar o botão em locais com vários outros banners. Lembre-se: seu objetivo é que seu cliente saiba exatamente onde ele deve clicar e que isso esteja extremamente óbvio.

Outro local que deve ter um botão CTA é na sua página de captura. Ou melhor em todas as suas landing pages. Este botão é o que indicará ao seu cliente que você quer que ele troque o email por um eBook, vídeo ou outro material relevante.

Por fim, é sempre bom ter pelo menos alguns botões CTA ao longo dos seus artigos. Seja na área lateral (como fazemos aqui no blog da agência) ou ao final dos mesmos. Isto garante que os leitores passem mais tempo no site, lendo novos artigos ou fazendo eventuais compras.

Colocando a mão na massa

Agora que você já sabe o que são call to actions e toda a sua importância dentro de uma estratégia de Inbound Marketing, é hora de aprender a criar CTAs na prática.

A dica final que fica é pesquisar bastante antes de criar seus CTAs. Procure referências, olhe páginas de empresas que você admira, veja o que os grandes players de otimização da conversão estão fazendo. Analise também os emails, mídias sociais e anúncios dessas empresas.

Não se esqueça de, ao fazer essa pesquisa, olhar por uma ótica crítica, pensando nas etapas do AIDA (Atenção > Interesse > Desejo > Ação), na proposta de valor da página, nos elementos que estão em volta do CTA, etc.

E para finalizar esse artigo, não seria diferente mandar uma call to action 🙂

Se quiser receber mais ideias assim, faça como os 5.000 inscritos, assine grátis nossa newsletter abaixo e faça parte da nossa lista VIP:

 

Continue acompanhando nosso blogfanpage, instagramlinkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

 

 

Sem saber ao menos como gerar leads, seu negócio seguramente irá falir.

#TakeaNote #TakeIdea

Em um dos últimos posts do blog, falamos sobre 4 ações que você precisa fazer para atrair mais visitantes.

Para relembrar, são elas:

  • Blog
  • Iscas Digitais
  • Mídias Sociais
  • Mídias Pagas

A Atração é a 1° etapa da metodologia Inbound Marketing (se você não conhece essa metodologia, clique aqui).

No post de hoje, falaremos sobre a 2° etapa: a querida Conversão.

Como na 1° etapa você produziu textos e materiais iscas para atrair o público alvo para visitarem seu site. O próximo desafio (2° etapa) é converter esses visitantes anônimos em leads e ampliar sua base de potenciais compradores.

Afinal, conteúdo sem conversão é só publicação grátis, e não estratégia de marketing.

Mas, como fazer isso?

Vamos te mostrar nesse post!

Antes…. o que são Leads?

Leads são pessoas que tem potencial para se tornar seu cliente. Pessoas que mostraram certo interesse pelo seu produto, serviço ou segmento deixando seus dados em formulários (nome, email, etc). Geralmente em troca de alguma oferta relevante (iscas digitais, etc).

E… o que é Conversão?

A definição mais genérica é “fazer o usuário do seu site cumprir uma determinada ação que tenha um valor mensurável para o seu negócio”, como compra, clique, curtida, visualização, download, cadastro, assinatura de newsletter.

Certo?

Então vamos as 3 estratégias infalíveis para gerar leads pro seu negócio:

LANDING PAGE

Crie uma página de captura

Após ter colocado a mão na massa e desenvolvido o conteúdo da sua isca digital (que comentamos no post anterior), é necessário criar uma landing page para ela.

As landing pages têm uma única finalidade: gerar leads para seu novo mailing.

Por isso ela são tão eficientes, pois foram feitas exatamente para esse fim.

Para quem não está familiarizado com o termo, landing page (LP), conhecidas também como páginas de captura, é uma página que contém o seu formulário de captura e outros elementos para convencer o visitante a preenchê-lo.

E quais elementos são esses?

  • Isca digital (oferta imperdível)
  • CTA e copy (chamada matadora e persuasiva)
  • Design (imagens ilustrativas atrativas)
  • Formulário objetivo

Segue um modelo:

Como já dissemos nesse outro post, quanto menos opções você dá ao seu usuário, menos confuso ele fica e mais fácil é de converter. Percebe que a landing page acima possui um único CTA?

Lembrando que as pessoas dificilmente lhe darão informações pessoais sem que você forneça algo em troca, não concorda?

Por isso, uma estratégia que sempre gera bons resultados é a criação de iscas digitais (materiais ricos) que busquem solucionar os problemas mais comuns da persona da empresa, como ebooks, webinars, vídeos, apresentações, infográficos, guias, entrevistas, kits de conteúdos, templates, consultorias gratuitas, etc.,

Atraídos pelo material rico, os usuários acabam fornecendo alguns dados valiosos que serão usados na nutrição e relacionamento desses leads (na 3° etapa, que falaremos nos próximos posts).

FORMULÁRIOS (contatos, chat, newsletter)

O mais objetivo possível

Obviamente não adianta criar um conteúdo e isca digital no seu blog/site/landing page se a sua empresa não conta com formulários para os visitantes realizarem as conversões. #TakeaNote #TakeIdea

A regra ouro para o formulário de captura dos dados do usuário funcionar é manter a objetividade, ser sucinto. Assim você não espanta seus visitantes.

Pense, por exemplo, que se você está interessado em uma pessoa que, de repente, dispara uma centena de perguntas pessoais para você, é natural que você se sinta acuado, não é mesmo? Pois o mesmo acontece com o seu visitante.

O relacionamento precisa se desenvolver aos poucos, com cautela.

Portanto, tenha paciência e peça somente o necessário em um primeiro momento: nome e e-mail, por exemplo. O resto você pode conseguir com o tempo.

Você pode colocar seus formulários nas seguintes áreas do seu site:

  • Sidebar (lateral do site)
  • Topo do site
  • Dentro de posts do blog
  • Rodapé da página
  • Pop-ups
  • Newsletter
  • Landing pages

Como visto, são diversas formas de se capturar leads.

Faça testes e ajude o seu visitante a converter. Vejo muitos sites onde eu mesma quero me cadastrar mas não vejo nenhum campo para newsletter, por exemplo.

CALL TO ACTION

Elabore chamadas matadoras

Após atrair visitantes para seu site, criar iscas, formulários e landing pages, agora é a hora de chamar a atenção em algum lugar do seu site, para enfim capturar os dados deles.

E nesse processo, um CTA (call to action) bem atrativo é fundamental!

Também conhecido em português como “chamada para ação”, o CTA é um elemento importante na conversão de leads, já que é ele que leva o visitante a decidir rapidamente por sua oferta, seja gerar cliques ou cadastros.

O CTA pode ser um banner escrito “baixe agora seu ebook grátis” para motivar o download de um case. Pode ser o link “confira” ao final de um e-mail para que direcione para uma landing page. Ou mesmo um botão dizendo “clique aqui” no seu site.

Veja um modelo de CTA:

Sem muito tempo para amadurecer a ideia, o interessado precisa agir, aceitando ou declinando seu convite.

Mas se a sua oferta é gratuita, simplesmente não tem porque não ser aceita, concorda?

Você pode inserir diversos tipos de CTAs diferenciados em diversas áreas das páginas do seu site. Como:

  • No topo do seu site
  • Pop-ups no seu site
  • Links dentro de páginas
  • No início, dentro, ou no final de posts-blog

Dica: Abuse muito da página inicial (home) do seu site. Segundo pesquisas, a sua página inicial recebe o maior número de visitas. #TakeIdea

A Tandberg, uma líder no campo de teleconferências, aumentou sua geração de leads em 50% a partir de uma simples CTA na homepage misturado com outros elementos.

Portanto, pense num texto chave, um texto que sua persona fique louca para ter aquele material.

Existem também alguns fatores que podem influenciar a taxa de cliques nos seus CTAs e, consequentemente, sua taxa de conversão – cores, design, posicionamento, conteúdo, etc -, por isso, teste as opções disponíveis antes de colocá-las definitivamente no ar e faça mudanças sempre que necessário.

De nada adianta uma frase sensacional e um botão apagado. #TakeIdea

Por isso as CTAs são fundamentais, pois nessa estratégia elas irão direcionar os usuários aos formulários e as landing pages, que irão gerar mais leads para o seu negócio.

Conclusão

  • Crie uma landing page com sua isca digital
  • Crie formulários de contato, newsletter, orçamento, visitas, etc.
  • Crie CTAs persuasivos direcionando os usuários para as LPs e os formulários

Visitantes convertidos?

Ótimo! Mas o trabalho não acaba aqui!

Entenda que para conseguir gerar milhares de leads para o seu negócio é necessário ter a compreensão de todas as etapas do funil.

Saiba utilizar as ferramentas de captura de e-mail da maneira correta, saiba como atrair o público correto (segmentação) e também estude e utilize a maior quantidade de canais possíveis para atrair tráfego para suas landing pages e formulários. Além disso, se planeje.

Planejamento é a chave de tudo e por isso publicamos esses 6 passos para planejar sua empresa esse ano.

Agora que você já sabe gerar leads, vamos descobrir o que fazer com eles? Como torná-los em oportunidades? Em possíveis clientes? Conheça então as 4 formas de transformar leads em oportunidades de venda.

Nós utilizamos muito a ferramenta RD Station para criar as landing pages e os formulários. Por ser uma ferramenta de Inbound Marketing onde todas as ações são integradas, os leads gerados na landing page automaticamente já são abastecidos em nosso mailing, sem precisarmos depois cadastrar um por um.

Planejamento atual

Em nosso planejamento anual, temos em média 1 campanha de geração de leads por mês, onde utilizamos exatamente as mesmas estratégias que passamos neste post. e sempre que fazemos temos ótimos resultados!

Esse abaixo foi o mais recente. Em menos de 30 minutos, minha caixa de e-mails estava assim:

E em 2 semanas (24/01 à 07/02), os resultados foram esses:

Uma métrica boa de conversão de uma LP é de 35%. O resultado que tivemos foi quase o dobro 🙂

Para matar sua curiosidade, os tráfegos vieram de:

  • CTA no pop-up, sidebar da página do blog e página de materiais do site;
  • Disparo de e-mail para uma lista segmentada de 2.500 contatos;
  • Publicação no facebook e linkedin;
  • Indicação/viralização dos usuários;
  • Orgânico no Google.

Ainda falta anunciarmos no google e nas redes sociais, e criar um post no blog para alcançarmos mais leads.

O interessante é que esse tipo de campanha é um ativo de marketing que, mesmo não anunciando, a cada dia gera um novo lead.

Bom, essas são as estratégias básicas e infalíveis para aumentar a geração de leads, indispensáveis para o sucesso de qualquer estratégia de marketing digital.

Pronto para começar?

Se você já trabalha com Inbound Marketing ou Marketing Digital e já pratica essas estratégias, mas mesmo assim não está conseguindo gerar resultados? Algo está errado. Que tal fazer um diagnóstico gratuito em nossa ferramenta do Raio-X do Marketing?

Ou entre em contato conosco, teremos o maior prazer em te ajudar! Deixe sua mensagem nos comentários 😁

 

Continue acompanhando nosso blogfanpage e linkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas