Arquivos Todos - Página 2 de 5 - Mkt Ideas

O email marketing continua se apresentando cada vez mais como um canal que provê grande ROI (retorno sobre o investimento).

Isso porque, de alguns anos para cá, o email evoluiu muito e, fazendo um bom trabalho de marketing digital, você consegue obter um bom nível de segmentação das campanhas, ou seja, consegue identificar o interesse dos seus leads, segmentá-los e enviar apenas mensagens relevantes.

Além disso, o custo para alcançar toda a sua base é menor em comparação a outros meios, como mídias sociais, e, cada campanha, se bem realizada, tende a trazer resultados palpáveis e de curto prazo (dependendo da oferta e estratégia).

Os 2 tipos de email mais comuns são:

  • EMAILS PROMOCIONAIS: emails com o objetivo de promover uma ou mais ofertas de produtos e soluções.

Exemplo:

  • NEWSLETTER: email com um compilado de conteúdo e ofertas de diferentes níveis, sejam essas ofertas diretas ou indiretas, como post-blog e materiais ricos.

Exemplo 1:

Exemplo 2:

 

Sabe como aumentar 50% as vendas de sua empresa a partir da sua base de contatos?

A solução é simples: trabalhe com nutrição de leads.

  • “Empresas que se destacam em nutrição de leads geram 50% mais vendas a um custo 33% menor.” – Forrester Research
  • “50% dos leads são qualificados, mas ainda não estão prontos para comprar.” – Gleanster Research
  • “79% dos leads vindos do marketing nunca se convertem em vendas. A principal causa disso é a falta de nutrição de leads.” – MarketingSherpa
  • “Leads que foram nutridos geram vendas 47% maiores do que leads que não foram.” – The Annuitas Group
  • “Apenas 5% das empresas usam soluções de automação de marketing.” – Forrester Research

Se convenceu? Então vamos lá:

Faça Gestão de Leads

Todas as pessoas estão na sua lista porque conhecem a sua empresa e deram a autorização. É uma lista extremamente qualificada. Portanto os resultados de abertura, clique e conversão dos emails marketing enviados tendem a ser consideravelmente relevantes.

Como fazer? Dá certo mesmo?

Algumas empresas ainda trabalham com o marketing da interrupção, disparando e-mails aleatórios de descontos, de vendas, sobre empresa ou produto. Mas isso não dá resultado. Isso só “queima” a reputação da sua empresa.

Além de encher a caixa de emails do seu lead, o processo de compra do consumidor não é mais a mesma da década passada. As empresas precisam então entender isso, parar de interromper e começar a ser atrativo para o seu cliente em potencial.

O email marketing de resultados é aquele que é utilizado como uma ferramenta de relacionamento. #TakeaNote #TakeIdea

 

Segmente sua Lista

Um dos primeiros passos para garantir maior conversão de emails é ter certeza que eles estão sendo enviados para as pessoas certas.

Por isso, como eu apontei no começo do post, o ideal no disparo é usar a segmentação dos leads.

Dividir sua lista baseada nos interesses é a chave para garantir que seus emails sejam abertos e enviadas para as pessoas certas.

Assim, leads que trabalhem no segmento X não precisa receber emails que são direcionados para o segmento Y, por exemplo. Isso aumenta os resultados, visto que cada base recebe emails de seu interesse, de forma mais personalizada e humana. De fato, se relacionar com eles e deixá-los mais próximos da sua empresa.

Para criar um bom relacionamento e fazer com que a sua marca esteja sempre presente na mente dos leads, é importante desenvolver estratégias para grupos específicos, que tenham as mesmas características, desejos e necessidades. E é em momentos como esses que o e-mail marketing denota toda a sua potencialidade.

A era do marketing de massa acabou. Hoje em dia, o que os consumidores querem e esperam da sua marca é diferenciação e exclusividade. Sendo assim, aproveite o potencial de segmentação do e-mail marketing para criar conversas exclusivas com cada cliente e perceber com mais facilidade do que ele precisa. Assim você pode otimizar suas campanhas de marketing para estimular mais compras com uma assertividade incrível.

Uma vez que você já esteja nutrindo seus leads com o conteúdo adequado por meio do e-mail marketing, eles amadurecem a ideia de compra em sua jornada (veja imagem abaixo) com mais velocidade, chegando a uma decisão em bem menos tempo.

Além disso, como sabem exatamente do que precisam, estão dispostos a pagar até um valor maior por uma solução mais completa, elevando seu ticket médio.

Qualificação de Leads e Vendas

Perceba que quando um lead tem certeza do que precisa, seu time de vendas não precisa se esforçar tanto para convencê-lo, concorda?

Esse lead é chamado de “lead qualificado”, porque ele já sabe do que precisa, basta que você faça a venda.

Os vendedores se deparam com leads mais propenso a comprarem e não perdem tempo com “curiosos”, que só estão “dando uma olhadinha” sem grandes intenções de compra.

O Marketing de Conteúdo e o Inbound Marketing ajuda a preparar os seus leads para esse momento, poupando tempo e recursos do seu time de vendas por meio de nutrição de leads. Ou seja, o envio sistemático de conteúdo rico e relevante para o seu público por meio da automação de marketing.

Leads qualificados tomam decisões mais rápido e aceleram o seu ciclo de vendas. Um ciclo de vendas menor significa dinheiro entrando mais rápido e mais tempo para se dedicar a captar novos leads, nutrí-los e convertê-los.

Resultados: vendedores otimizam seu tempo fechando negócios enquanto a nutrição de leads prepara seus compradores e elimina pessoas que não estão realmente interessadas.

Entenda o que sensibiliza o seu cliente. Faça um brainstorming com a equipe de vendas para identificar quais as principais objeções e passe para a equipe trabalhar o conteúdo em cima disso.

> Leitura Recomendada: Inbound Sales: Processo para tornar suas vendas eficientes e escaláveis.

E o seu negócio já tem email marketing?

Depois de ler esse artigo, é possível concluir que se relacionar por email de maneira estratégica com seus leads é fundamental para o o sucesso da sua empresa, não é?

Você se relaciona, divulga e vende por email hoje? Se não, entre em contato conosco e comece a implementar essa estratégia na sua empresa.

Continue acompanhando nosso blogfanpage e linkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

 

 

Nós já postamos aqui no blog os benefícios de usar as redes sociais para negócios, e você percebeu que não são poucos né?

Confira alguns números:

  • O Facebook possui mais de 1.5 bilhão de usuários ativos em sua plataforma;
  • No Twitter, mais de 350 mil tweets são enviados por minuto;
  • O Instagram contabiliza mais de 1 milhão de curtidas por minuto;
  • No Youtube são assistidas mais de 6 bilhões de horas em vídeos por mês;
  • O LinkedIn possui mais de 400 milhões de usuários em sua rede.

Por isso maioria das empresas veem as redes sociais como uma forma muito eficiente de se aproximarem do consumidor.

Afinal, além das estatísticas surpreendentes, elas são totalmente grátis e através delas é possível alcançar bilhões de pessoas na internet.

Agora, que as redes sociais existem nos mais variados tipos, formas, quantidade de usuários e maneiras de uso, já sabemos. Mas, o que cada uma delas pode oferecer para o seu negócio? Será que sua empresa precisa estar em todas as redes sociais?

Pensando nisso, eu trouxe algumas informações sobre cada rede social para te ajudar nessa decisão. Vamos lá!

Facebook: o mais popular

O QUE É:

O Facebook é a rede social mais popular e mais acessada do mercado. Mais de 69% da população brasileira está registrada e passa várias horas por semana no Facebook. Todas as idades, ocupações, gêneros e religiões são representadas e bem identificadas. Com esta ferramenta, é possível atingir o público alvo com facilidade, além de garantir um aumento significativo no redirecionamento para o site. Neste momento, o Facebook é definitivamente a melhor rede social para sua marca e para o relacionamento com seus clientes.

IDEAL PARA:

Para todas as empresas, sem exceção. O Facebook agora é visto como um bem essencial para o seu negócio. Seus clientes esperam que você esteja lá.

CARACTERÍSTICAS DO PÚBLICO:

A maioria são jovens e ativos, mas o público é bem extenso.

COMO É USADO:

Ele é bem flexível. Você pode compartilhar informações comerciais, eventos, promoções, notícias, artigos, ou até mesmo fatos relativos ao seu negócio. Os formatos das publicações podem ser em textos, imagens, vídeos, gifs e links. Pode-se postar diariamente ou algumas vezes por semana. Se for anunciar, não deixei de baixar nosso ebook:

Twitter: o mais rápido

O QUE É:

O Twitter é a rede social mais veloz, destinada a comunicação objetiva e rápida. Reconhecido como a 2ª plataforma de mídia, o Twitter ocupa a 2ª posição no quesito uso, atingindo 40% da população brasileira. Aqueles que o usam acompanham, compartilham e comentam as novidades diariamente.

IDEAL PARA:

Todos, mas especialmente empresas com muita produção de conteúdo, como as de notícias, esportes, marketing,etc. Se sua empresa trabalha em uma área onde as coisas são imediatas, o Twitter é uma obrigação para você.

CARACTERÍSTICAS DO PÚBLICO:

O público fiel a rede é engajado, atualizado e muito rápido. A maioria dos usuários que seguem uma empresa, estão atentos a ofertas especiais, cupons, concursos, etc. Muitos usuários seguem suas celebridades favoritas por lá.

COMO É USADO:

Sinônimo de velocidade, as publicações vem em forma de frases, títulos e mini-textos. Para interagir com este público é preciso manter um tom de conversa em seus tweets e estar extremamente inteirado sobre o que está acontecendo no mundo. Além do texto limitado a 280 caracteres, é possível também incluir uma imagem, um vídeo ou um gif. A rede pode servir para divulgação de produtos e serviços de maneira rápida e eficaz. As curtas informações despertam o interesse do consumidor e permite um contato fácil deste com a empresa. Também quando ocorre um evento digno de menção e hashtag você pode usá-lo com segurança, várias vezes ao dia ou uma vez por semana.

LinkedIn: o mais profissional

O QUE É:

O LinkedIn é a maior rede social de negócios do mundo . Essa plataforma do mundo corporativo tem uma média de 25 milhões de usuários ativos no Brasil.

IDEAL PARA:

Toda empresa deve pelo menos ter uma página, mas as empresas do setor B2B e as agências de recrutamento devem estar presentes, já que é uma rede feita para profissionais e bastante segmentada.

CARACTERÍSTICAS DO PÚBLICO:

Profissionais e empresas, sendo sua maioria B2B (Business to Business = empresas que vendem para outras empresas).

COMO É USADO:

O LinkedIn é útil para o networking, recrutamento, prospectar clientes, gerar mais leads e marketing pessoal. Nele você se conecta com pessoas dispostas a trabalhar com empresas, empresas que possuem interesse em se conectar com outras empresas ou profissionais de interesse e compartilhar informações. Você pode fazer suas publicações comerciais ou compartilhar artigos profissionais. Participar de grupos que tenham a ver com seu negócio é uma ótima forma de se relacionar com pessoas interessadas em sua área de atuação e posicionar-se como autoridade nos temas em debate. Gere leads utilizando-se da aba de produtos e serviços oferecidas nas páginas empresariais para descrição de seu negócio.

Instagram: o que mais expõe

O QUE É:

O Instagram é uma rede que se concentra nas imagens, especificamente fotografias. e também vídeos curtos. É uma ótima vitrine. O Instagram hoje é fundamental em toda boa estratégia de marketing com foco na gestão de comunidade e em busca de engajamento por parte de seu público. Pela sua capacidade de interagir facilmente com o público através de imagens, as marcas se inserem cada vez mais neste universo com mais de 100 milhões de usuários ativos. Uma maneira prática de divulgar produtos por fotos e vídeos, que chamam atenção para a compra.

IDEAL PARA:

Qualquer empresa que trabalhe com produtos visualmente apelativos ou artistas, com nicho em saúde, exercício, alimentação, design, moda e fotografia que busca alcançar o público mencionado acima.

CARACTERÍSTICAS DO PÚBLICO:

Os seus usuários são principalmente de 18 a 30 anos,são donos de smartphones e muitos deles são fotógrafos amadores e buscam postagens criativas e repletas de significados #lifestyle.

COMO É USADO:

O Instagram foi popularizado pela possibilidade de se retratar o instantâneo e ser uma alternativa ao público jovem após a adesão ao Facebook em peso por internautas do mundo todos. Suas fotos devem ser de alta qualidade, limpas e com boa iluminação. Publique regularmente, particularmente em eventos especiais. As hashtags também são grandes aliadas e podem ser utilizadas para popularizar sua marca e para centralizar conteúdos que tenham a ver com um determinado tema.

Google Plus: o que mais indexa conteúdo

O QUE É:

O Google+ é usado principalmente para compartilhar conteúdo. Essa plataforma foi criada pelo Google e isso por si só já deve fazer sua empresa repensar o fato de ignorá-la. Além de ter páginas específicas para empresas, contribui bastante para melhorar sua autoridade e rankeamento no Google. Destaque pelos Hangouts (chamadas de vídeo), essa rede busca se consolidar pelo conteúdo que disponibiliza, auxiliando no SEO da marca. A técnica garante maior relevância do site, para que apareça nas buscas orgânicas do Google.

IDEAL PARA:

Todos, mas especialmente as empresas “geek” e “tech savvy“.

CARACTERÍSTICAS DO PÚBLICO:

Essa rede social tem hoje uma média de 6% dos usuários totais sendo brasileiros. Seu público é composto por homens em sua maioria (67%) no campo da TI e engenharia.

COMO É USADO:

Como o nível de atividade é muito baixo, não há necessidade de compartilhar mais de uma ou duas vezes por semana. O Google+ deve ser especialmente usado para Otimização Social, seus perfis e páginas são considerados sites regulares pelo algoritmo do Google, o que pode melhorar sua posição nos resultados orgânicos da busca. Outro dica importante, além do Google+, é o uso do Google meu Negócio (my business), usado para otimização de localização, com possibilidade de classificar e comentar sobre o seu negócio.

Youtube: o que mais atrai visitantes

O QUE É:

O YouTube é a plataforma de vídeo nº 1 do mundo. Essa rede possui uma grande autoridade perante as ferramentas de busca, possibilitando que os materiais publicados por ali tenham uma maior chance de atração de visitantes qualificados pelo canal. Outra vantagem é que o conteúdo publicado nessa plataforma tem alto poder de engajamento quando consegue agradar ao público.

IDEAL PARA:

Se você tem algum vídeo interessante, incluindo tutoriais, treinamentos, conferências, estudos de caso, entrevistas, comerciais e comédia, esta rede é para você.

CARACTERÍSTICAS DO PÚBLICO:

São consumidores que preferem assistir vídeos do que ler conteúdo. Mais de 1 bilhão de usuários únicos visitam o Youtube todos em meses em busca de vídeos divertidos, interessantes e atraentes.

COMO É USADO:

O conteúdo e a qualidade dos vídeos devem ser impecáveis: iluminação adequada, edição dinâmica e qualidade de som. Para otimizar seu vídeo em SEO, trabalhe o título e a descrição utilizando as palavras chave definidas para o material e em utilizar de 5 a 7 palavras como tags para seu vídeo. Não há necessidade de estar ativo diariamente. Quando você tem um vídeo, você o carrega e inicia sua promoção através de postagens do YouTube e do Facebook.

Pinterest: o mais inspirador

O QUE É:

O Pinterest é uma rede social usada para o compartilhamento de imagens de qualquer tipo. O usuário pode favoritar o conteúdo e criar pastas compartilháveis que, hoje em dia, são muito populares nos segmentos de moda, maquiagem, artesanato, decoração e comida..

IDEAL PARA:

Marcas que trabalham com muito conteúdo visual (imagens, infográficos, etc). Você tem um negócio online e seus produtos são destinados principalmente às mulheres? As imagens dos seus produtos fazem as pessoas sonhar, como jóias, moda ou chocolate fino? Esta rede é uma obrigação para o seu negócio.

CARACTERÍSTICAS DO PÚBLICO:

Popular entre mulheres, os usuários dessa rede buscam obter ideias e inspiração. A maioria dos membros (cerca de 83%) preferem seguir sua marca favorita do que uma celebridade.

COMO É USADO:

As imagens devem ser de alta qualidade e você deve promover o compartilhamento (pino) onde quer que seja relevante.

 

Vale lembrar que o sucesso de suas ações nas redes sociais escolhidas vai demandar muita dedicação, conteúdo de qualidade e publicação frequente.. O Facebook e o Twitter demandam mais frequência nas atualizações, enquanto o Youtube e o Pinterest nem tanto, por exemplo, mas deve-se manter uma periodicidade.

O ideal é focar nas redes que tenham mais relevância para manter uma presença mais constante por lá.

Utilizando bem as redes sociais é possível criar um ativo de marketing importante, com audiência qualificada e alcance a clientes em potencial.

Se precisar de ajuda nas escolhas, escreva para nós e saiba mais em como podemos ajudar sua empresa a crescer nas redes sociais:

 

Continue acompanhando nosso blogfanpage e linkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

Vivemos num momento que antecede o que muitos especialistas têm chamado de Quarta Revolução Industrial.

Porém, diferente das outras fases do modo de produção, essa influenciará os hábitos e formas de realizar os trabalhos bem mais rápida.

Essa nova revolução no processo produtivo relaciona-se intimamente com a tecnologia. E nessa próxima etapa da história humana, muitos processos serão automatizados.

Como as empresas serão impactadas por isso?

A melhor resposta diz que as empresas que acompanham o ritmo de mudanças, e permanecem prontas para as inovações, terão menos dificuldade para seguir no mercado.

Já organizações que ignoram o futuro, certamente enfrentarão problemas, e muito provavelmente fecharão suas portas.

Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre isso e apontar algumas estratégias eficientes que ajudarão as empresas de diferentes portes a sentirem menos os impactos da tecnologia:

Automação dos processos

Um dos mais conhecidos exemplos de automação vemos em alguns modelos de indústria. Já há muitos anos robôs ou braços mecânicos assumiram o posto nas linhas de montagem.

Do ponto de vista comercial, o impacto nesse caso foi positivo: maior agilidade na fabricação dos produtos, redução de custos operacionais e maior demanda de clientes.

Seguindo essa tendência, outros mecanismos foram sendo criados, dando mais dinamismo as empresas de todos os segmentos.

Hoje em escritórios, por exemplo, papéis têm sido abolidos. Os procedimentos internos de muitas empresas são sistematizados. Eficientes programas de gestão assumem formulários de solicitação entre setores. Essa ilustração é bem simples, e mostra uma diretriz.

Porém, a automação daqui para frente promete ir mais além.

Imagine um estoque sendo controlado a distância, de forma remota. É a imagem do que promete logo está presente
nas empresas, independente se pequena, média ou grande.

Marketing digital

A tecnologia atualmente é mais do que presente na sua forma de comunicação com o cliente.

E as estratégias de marketing já não são aquelas nas quais a empresa ia em busca do cliente. Hoje o consumidor vai até o produto. É nessa lógica que está baseada o “novo” marketing.

Esse novo formato de marketing é composto por incríveis ferramentas que impulsionam ou adequam os diferentes modelos de negócios. Esses instrumentos se tornarão condicionantes para qualquer empresa que queira espaço no mercado. Conhecê-las e usá-las tornou-se obrigação.

Imagine hoje não ter um site?

Quantas milhões de pessoas não conhecerão sua marca?

Com certeza um número impressionante, que deixa qualquer empreendedor abismado. E logo vê que não faz sentido abdicar de tecnologias assim.

O marketing digital tem estratégias bem interessantes, que inserem a marca nesse mundo que é a internet, e abre as portas para novos clientes.

Palavras como:

Estarão presentes daqui para frente no vocabulário dos melhores empresários.

A tecnologia versus os recursos humanos

Para muitos é a parte da empresa que sofre mais com o avanço tecnológico.

De certa forma, o que acontece não é a substituição, mas sim, a aplicação de melhorias em determinadas tarefas.

Um planejamento estratégico normal, já que empresas tem como objetivo básico realizar um trabalho da melhor forma para atender suas demandas.

A tecnologia disponibiliza às organizações formas de realizar essas atividades de maneira mais assertiva, proporcionando produtividade, e claro, melhores resultados da sua gestão financeira. Pensamento natural em qualquer empreendimento.

Porém, investimentos tecnológicos que sigam esse objetivo precisam constar no planejamento estratégico da empresa, ou seja, tudo deve ser previamente definido. A estrutura organizacional da empresa pode ser mudada em etapas, por exemplo, e a tecnologia não terá impacto direto no quadro de funcionários.

Outro ponto é manter a equipe qualificada, pronta para operar as novidades em tecnologia que serão integradas a empresa.

Na implantação de um sistema de ERP, por exemplo, treinar os funcionários que irão usar o programa, antes de
começar a rodar, trará excelentes resultados.

Sua empresa preparada para tecnologia

Como dissemos no início, as mudanças que a Quarta Revolução Industrial irá propor nas formas que as empresas trabalharão virão em grande velocidade.

Considerando os pontos levantados nesse texto, sua empresa estará pronta para acompanhar o pique e não ficar para trás!

Conte com consultorias que disponibilizem as melhores soluções de marketingsoftwares empresariais. Assim terá as ferramentas e profissionais certos para manter sua empresa atualizada e sem receios do impacto tecnológico.

Esse guest post foi escrito por Gabriela Miranda, analista de marketing da GestãoClick— software de gestão empresarial online.

 

Continue acompanhando nosso blogfanpage e linkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

Já falamos nesse artigo sobre como montar o planejamento de marketing da sua empresa e ter uma visão mais macro do seu negócio.

Porém, se você já montou o planejamento de marketing e partiu para a parte “operacional”, deve ter pensado “como montar agora um plano de ação?

As datas comemorativas são ótimas oportunidades para quem deseja alavancar seus negócios.

Dificilmente você vai encontrar um empresário ou gestor que não venda mais no Dia das Mães e não veja o faturamento subir na Black Friday, por exemplo.

Seja qual for o modelo da sua empresa, aproveitar as datas comemorativas, e também as sazonalidades, para orientar o planejamento de ações pode resultar em ações com mais apelo de engajamento e conversão.

Isso porque, as datas comemorativas são ótimas oportunidades para fortalecer a sua marca, aumentar o vínculo com seus clientes e melhorar as vendas.

Portanto, existem várias ideias e oportunidades através dessas datas comemorativas que podem ser aproveitadas para seu negócio.

Atualmente, as datas comemorativas mais importantes para a grande maioria são:

  • Páscoa
  • Dia das Mães
  • Dia dos Pais
  • Dia das Crianças
  • Black Friday
  • Natal

Essas duas últimas são consideradas as mais relevantes.

Mas também existem outras especiais, como Dia dos Namorados, Dia do Livro, Dia do Rock. Tudo depende do segmento e estratégia da sua empresa.

O calendário de 2018 está repleto de oportunidades para você aumentar o faturamento da sua empresa, se diferenciando da concorrência. É importante entendermos que promoções e ações sazonais são apenas parte de uma estratégia macro de marketing. Elas funcionam muito bem para dar um empurrãozinho e levar aquele contato que está em cima do muro a bater o martelo.

Para ter sucesso nas campanhas de datas comemorativas, independente do segmento, é importante estar atento a alguns detalhes. Um bom planejamento é indispensável para dar direção à ação estratégica que será adotada pelo seu negócio. Afinal, quando se tem um caminho claro a seguir, ganha-se tempo e dinheiro!

Diante disso, trago neste post algumas dicas para que você consiga aproveitar as datas comemorativas e as sazonalidades para atrair, se relacionar e vender muito mais.

Passo a passo para o plano

1 – Mapear as datas comemorativas

Levante as datas que são celebradas universalmente ou regionalmente e que fazem sentido para a sua persona e o posicionamento da sua marca.

Hoje temos data comemorativa para tudo e todos: Dia do Meio Ambiente, Dia Mundial da Água, Dia da Secretária, Dia do Médico, Dia do Advogado, Dia do Planeta e, pasmem, tem até Dia da Toalha, Dia do Cotonete e Dia da Praça!

Essas datas são ótimos gatilhos de oportunidade para você promover sua empresa e criar conteúdo e ações originais e criativas, atreladas ao seu negócio.

Lembrando que, de nada adianta você aproveitar as datas comemorativas se elas não “conversam” com seu posicionamento e seu persona. No Dia da Toalha, faz muito mais sentido uma loja de casa, mesa e banho ou até mesmo um hotel realizar uma ação do que uma consultoria de TI, não acha? Então se atente a isso na hora de mapear as datas.

2 – Realizar benchmarking

Buscar inspirações no mercado e até mesmo junto à concorrência pode auxiliar e muito no seu planejamento.

Analisar uma ação que já foi consumida pelo mercado é um meio de saber por onde começar, como identificar ações que tenham boa repercussão e evitar abordagens que possam não ter o efeito almejado.

3 – Fazer um resgate histórico

Se sua empresa já está no mercado há no mínimo 1 ano e já realizou qualquer tipo de ação de marketing, o resgate dessas ações pode trazer referências valiosas.

Seja nos formatos mais tradicionais, as datas comemorativas podem já ter sido foco de um planejamento anterior de marketing, agilizando assim a elaboração do planejamento deste ano.

4 – Definir uma campanha especial 

Agora é o momento de definir o propósito e o formato em que as ações serão trabalhadas:

Vendas?

Datas para ações comerciais: algumas datas comemorativas são importantes para o comércio e não devem ficar de fora, pois o seu concorrente provavelmente fará alguma ação nesse período. Como o mercado investe agressivamente nessas datas, a dica aqui é ir além do desconto e ser criativo para chamar atenção.

Exemplo #1 –  Loja de chocolate gourmet

  • Data Comemorativa: Páscoa
  • Ação: post sobre os benefícios do cacau + CTA para conhecer a linha de chocolates puro cacau da marca
  • Propósito: conteúdo topo de funil para atração, mas com gatilho para aumentar vendas
  • Formato: post em tópicos, rico em imagens, promovido no blog e redes sociais.

Exemplo #2 –  Clínica de estética

  • Sazonalidade: período de frio, onde as vendas de depilação caem
  • Ação: cupom de 20% de desconto na depilação com cera de chocolate
  • Propósito: é um conteúdo de fundo de funil, focado na geração de Leads e conversão em vendas
  • Formato: LP, peça gráfica simples a ser promovida nas redes sociais e via email marketing com sua base.

Exemplo #3 – Escola de culinária

  • Data Comemorativa: Dia da Gula
  • Ação: LP com 3 receitas irresistíveis com morangos
  • Propósito: conteúdo de meio de funil, para relacionamento com a base
  • Formato: conteúdo estilo eBook, link para vídeo e divulgado para a base de Leads via campanha de email marketing

Branding?

Datas para fortalecer a imagem da empresa: datas em que a empresa pode fazer alguma menção apoiando ou celebrando uma causa e que não necessariamente precise envolver uma promoção ou dar descontos. Dessa maneira, sua empresa reforça a imagem na cabeça dos seus consumidores, que poderão lembrar de você da próxima vez que precisar do seu produto ou serviço.

Exemplo #4 – Qualquer empresa

  • Data Comemorativa: Dia mundial do doador de sangue
  • Ação: banner estimulando a doação de sangue.
  • Propósito: conteúdo para relacionamento com a base
  • Formato: peça gráfica simples a ser promovida nas redes sociais

5 – Elaborar plano de execução

Depois de saber o que e por que fazer, é preciso definir como e quando fazê-lo, pois o planejamento de execução é tão importante quanto a definição da pauta e do planejamento de ações.

Em vez de deixar para promover a ação no dia que ela começar, procure estabelecer um senso de antecipação. Fale dela alguns dias ou semanas antes e mostre o que os clientes podem esperar. Isso é algo feito com muita frequência durante a Black Friday. Inclusive, veja o conteúdo deste artigo que criamos 1 mês antes do Black Friday do ano passado com o propósito de estimular as vendas dos nossos serviços da agência.

Aproveite e baixa gratuitamente nossos templates para criação das campanhas para o Black Friday e para o Natal.

Conclusão

Pode parecer clichê, mas o planejamento é o coração de uma boa estratégia de marketing.

Sendo assim, quebrar a cabeça para elaborar um planejamento bem embasado e estruturado e prezar pela produção de textos e peças relevantes e de qualidade deve ser visto pelas empresas como um verdadeiro investimento.

Leia também: 10 ideias para aumentar suas vendas com design e divulgação.

Portanto, se ainda não planejou e antecipou suas ações, corre que ainda dá tempo! Estamos no começo do ano ainda e você já pode planejar suas ações até o final do ano. Quanto antes, melhor!

Baixe grátis o Calendário 2019 com a datas comemorativas para te ajudar no plano:

 

Conhece alguma iniciativa interessante neste contexto? Tem alguma dúvida? Compartilhe com a gente nos comentários. Ficarei feliz em colaborar!

 

Continue acompanhando nosso blogfanpage, instagramlinkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

 

 

É…. 2017 foi um ano de desafios, não é mesmo? E continua sendo.

O fim do ano está próximo e as árvores de natal já começam a aparecer nas lojas.

Mas antes de Natal e Ano Novo, há uma outra ocasião muito relevante no aumento das vendas para o comércio eletrônico: a Black Friday, que, neste ano, acontecerá no dia 24 de novembro.

O evento já se tornou uma das datas mais lucrativas para o comércio eletrônico. Em alguns anos, chegou a superar datas consideradas tradicionais pelo setor, como o Dia das Mães.

Isso nos mostra que a Black Friday é um ótimo evento para os empresários conseguirem conquistar todas as vendas que não conseguiram realizar durante o ano.

Porém, mesmo com os rastros da crise que passamos nos últimos anos, esse ano será de grandes vendas?

Sim! O Black Friday esse ano tem tudo para ser um dos maiores da história do país.

Isso porque os consumidores brasileiros estão contendo cada vez mais suas despesas e se tornando verdadeiros caçadores de bons preços. As promoções nunca foram tão importantes para o bolso do consumidor.

Isso significa que o perfil de comportamento do consumidor online também se transformou, e os lojistas têm de estar preparados.

Uma das mudanças mais claras foi o planejamento dos consumidores para a data.

Como o Black Friday vem se consolidando como um evento de grande relevância dentro do calendário do comércio, o consumidor já está aprendendo a esperar pela data para adquirir os objetos de seu interesse e até mesmo antecipar as compras de Natal e Ano Novo.

Pesquisa divulgada pela equipe de varejo do Google Brasil mostra que 63% dos entrevistados pretendem gastar mais de R$ 200. Para 63% dos entrevistados, o principal motivador de decisão para compra é o preço.

Além disso, nos últimos meses houve uma melhora na economia. Pouca coisa para alguns mercados, mas significativa.

Dicas para ter sucesso na Black Friday:

1. Se planeje

O empreendedor que quiser garantir a sua fatia desse montante já deve ter começado a pensar em todos os detalhes. Portanto, para que essa data seja lucrativa, primeiramente é necessário um bom planejamento.

O Black Friday exige que os empresários preparem com antecedência o seu marketing, seja online ou offline, para atender os milhões de consumidores que estão em busca das melhores ofertas.

Não adianta deixar tudo para a última hora e improvisar. Pode até ser que dê algum resultado. Mas com um planejamento bem pensado e estruturado, os ganhos serão ainda melhores.

Leia também: Planejamento de Ações: como sua empresa pode usar as datas comemorativas para vender mais.

Se a expectativa é grande por parte dos consumidores, a preparação por parte das empresas também acontece com muita antecedência.

2. Ofereça descontos dignos de Black Friday

Primeiramente, é preciso criar ofertas reais e ser honesto com o consumidor.

Nas primeiras edições, a Black Friday no Brasil acabou sendo uma decepção para os consumidores e a data ficou mais conhecida como Black Fraude, em razão dos descontos irreais e das falsas ofertas.

A solução para mudar o senso comum é partir sempre da verdade e, realmente, dar ao consumidor as vantagens que sua campanha vende.

Aposte não só nos descontos, mas em cupons, vendas combinadas e até brindes especiais. Aproveite momentos como esse para trabalhar a fidelização dos clientes.

E… que esses descontos sejam condições exclusivas de Black Friday (se não, não fará muito sentido esperar essa data).

3. Ambientize seu site e/ou espaço físico

Outro ponto essencial é a ambientação do seu site/loja virtual e escritório/loja física que, assim como em datas comemorativas, deve estar estilizada.

Investir em selos, banners e até um logotipo especial fará toda a diferença no momento das vendas. Isso faz com que o consumidor sinta mais confiança na sua loja e esteja disposto a comprar nela.

Aposte ainda em adequações tecnológicas para que sua loja suporte o pico de acessos sem sair do ar. Invista em uma empresa especializada que possa te ajudar com isso, afinal, ficar offline em plena Black Friday é perda na certa.

4. Não se esqueça da versão Mobile

A medida que o número de smartphones aumenta e a concentração do tráfego deixa os limites do desktop para acompanhar seus usuários em qualquer situação, o mobile também ganha protagonismo no contexto.

Para este ano, a estimativa é que 20% das compras na data venham do mobile (smartphones e tablets).

5. Se atente no estoque e na logística

E não se esqueça de pensar no estoque e na logística.

Tenha um bom número dos principais produtos de sua loja em estoque, garanta ainda certa quantidade a mais por segurança, afinal cliente nenhum quer ver a mensagem de “produto indisponível” e você, certamente, não está interessado em perder vendas.

Mantenha ainda um olhar rigoroso sobre os processos de logística – a entrega pode ser um dos fatores decisivos no momento da compra. Caso haja a possibilidade de atrasos na entrega, expresse isso antes mesmo que o cliente faça a compra.

O custo do frete também deve ser pensado. Negocie custos com os parceiros de logísticas e estipule melhores prazos de entrega que sejam viáveis para ofertar na data.

6. Abuse das plataformas digitais para divulgação

Como estamos falando de um evento que “nasce” do ambiente virtual, é preciso se utilizar das diversas plataformas que a web oferece.

Use as redes sociais – publicações impulsionadas no Facebook podem dar ótimos resultados -, faça campanhas de e-mail marketing e aposte no “bom e velho” Google Adwords.

Também se prepare para o atendimento e suporte ao cliente nessas plataformas. Tenha uma equipe treinada para oferecer atendimento ágil e eficiente aos clientes na hora da compra. É uma maneira de evitar devoluções e reclamações.

7. Se antecipe

A diretora do Google chama atenção para o fato de que a Black Friday no Brasil não consiste apenas na sexta-feira. Há uma antecipação de 1 semana, isso é visto no aumento das buscas pelo termo no Google.

Em 2016, o pico de buscas se deu às 22h da quinta-feira, com a data concentrando 1/3 das compras de toda a Black Friday.

Além disso, esteja disposto a ajudar seu cliente, a resolver todos os problemas que estiverem a seu alcance.

8. Bônus: Template Editável

Para te ajudar, criamos um template de post para as redes sociais, para você divulgar suas ofertas! Confira:

E aí? Se interessou e quer participar da Black Friday?

Em momentos de crise, onde o mercado se vê fragilizado, datas comemorativas devem dar o fôlego necessário para os empresários se equilibrarem e pensar em estratégias para crescerem.

“Por conta da crise, os varejistas não estão conseguindo bater suas metas e eles estão contando com a data para isso. O consumidor também espera, pois sabe que fará um bom negócio”, afirma Claudia Sciama, Diretora de Negócios para Varejo do Google.

Muitos empresários estão investindo na Black Friday esse ano e veem nesse evento uma forma de dar um “up” nos seus lucros.

E para fazer isso dar certo, o marketing é essencial.

Está preparado?

Se você possui uma loja e não quer ficar de fora, entre em contato conosco agora mesmo para te ajudarmos com a criação do material gráfico, divulgação, criação de anúncios e estratégias!

 

 Continue acompanhando nosso blogfanpage e linkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

Nós sabemos que para conseguir um novo cliente, não basta ter uma excelente equipe de vendas com ótimas habilidades de comunicação.

Cada pessoa – em especial em mercados B2B (vendas de empresas para empresas) – tem um processo de decisão de compra diferente. Alguns são mais decididos e outros nem tanto – têm de consultar o amigo, o sócio, a esposa, comparar prós e contras, se planejar, entre outros”empecilhos”.

Porém, uma forma de agilizarmos esse processo de decisão é através do depoimentos de clientes.

Se você já ouviu falar do marketing boca a boca, sabe que essa prática não é nova. A maioria das pessoas é motivada pela opinião de outras pessoas. Você acha que os clientes acreditam mais na palavra de um vendedor ou de outro cliente, mesmo sendo um desconhecido? Elas confiam mais em opiniões de estranhos do que na própria empresa, e isso tem um apelo muito forte.

Depoimentos sinceros = marketing honesto

Se um cliente faz um depoimento sincero, enaltecendo as boas qualidades do seu atendimento, entrega e produto, motivará o interesse de novos clientes e poderá aumentar as venda. Você precisa gerar confiança para as pessoas comprarem de você.

Além disso, essa ação é um dos Gatilhos Mentais: o de Prova Social, onde você prova que sua empresa possui clientes, leads interessados e que é engajada. 

Como colher depoimentos

Mesmo com todas as vantagens, certas pessoas ficam receosas de pedir depoimentos.

Não há a mínima necessidade de medo. Venda é relacionamento.

Quando o vendedor se relaciona bem com o cliente, o pedido de depoimento é recebido com muita satisfação e os clientes até se oferecem para fazê-lo.

Portanto, quando os clientes elogiarem o produto e a empresa, aproveite a brecha para pedir um depoimento.

Agora, se o cliente não tiver uma boa relação com a empresa, nem adianta pedir. É muito importante que o vendedor tenha bastante segurança do que está fazendo e saiba para quem é mais correto pedir o depoimento.

Pensando na importância dos depoimentos para fortalecer o valor da sua marca e gerar prova social, disponibilizamos a seguir, um roteiro para conseguir  colher depoimentos e utilizá-los bem:

1. Consiga as opiniões

Escolha na sua base de clientes algumas pessoas que você sabe que estão satisfeitas com o seu produto. Se você for de B2B, dê preferência as empresas de renome e a cargos importantes para valorizar mais ainda a carta de referência.

Uma tática mais direta que algumas empresas praticam – em especial B2C (vendas de empresas para consumidor final, como lojas) – é oferecer benefícios em troca do depoimento, como desconto, pontos. Mas se você for B2B, também pode pensar em co-marketing, colocando um link pro site do cliente no depoimento ou fazendo um artigo sobre o case do cliente, por exemplo.

Pode-se utilizar uma pesquisa feita em revista, uma carta ou depoimento de clientes.

Outra opção é usar os depoimentos presenciais: Organize um evento com palestras, apresentações e demonstrações de produtos e convide pessoas de renome, grandes empresas ou personalidades que usem e queiram falar dos bons resultados obtidos.

Dessa forma é possível atingir um número maior de leads e agregar valor à imagem da empresa ou do produto por experiências comprovadas.

Nós aqui da agência Mkt Ideas disponibilizamos gratuitamente um roteiro de perguntas para os clientes da agência. Se você for nosso cliente, entre em contato conosco que te enviamos 🙂 

2. Escolha um formato

O melhor formato para o depoimento é que em cima esteja o nome da empresa, em seguida o depoimento e a assinatura no final.

As partes mais importantes, que vão influenciar o comprador, devem estar em destaque, com uma cor diferente, para que o cliente não perca tempo.

Lembre-se de que o foco é o seu produto, e não você. Elogios ao seu desempenho ou à maneira como você resolveu o problema não são depoimentos. Foque no que você vende e em como aquilo ajuda seu cliente.

3. Renove sempre

Peça novos testemunhais para renovar seu estoque.

Além de ter sempre uma novidade para mostrar àquele cliente relutante, você aprende mais sobre os pontos fortes (ou fracos) de seu produto ou serviço.

Geralmente, sempre que temos oportunidade, inserimos depoimentos dos clientes de nossos clientes nas mídias que trabalhamos.

Por exemplo, se você possui uma fanpage, seria muito bem vindo personalizar um post com o depoimento de um cliente seu. Isso porque o seu lead em potencial curte sua fanpage, mas não conhece sua empresa. Se ele ver um depoimento de um cliente, a probabilidade de também vir seu cliente, aumenta.

As redes sociais ampliam o alcance das opiniões, dando um melhor acesso para quem procura avaliações.

Quando usar?

No ato da venda.

Trate esse depoimentos como “cartas na manga“, pois é realmente essa a função deles: agir como um extra na hora do fechamento, incentivando a assinatura do contrato e demonstrando para o cliente que seus vendedores estão realmente preparados e agindo profissionalmente.

Como sua empresa pode engajar mais?

Aproveite os depoimentos para criar um conteúdo incrível.

O marketing de conteúdo é uma estratégia eficiente para engajar atuais e futuros clientes. Ao produzir artigos, vídeos, e-books, podcasts ou infográficos úteis e relevantes aos seus compradores — ou seja, com temas focados em um melhor aproveitamento dos produtos adquiridos — você conquista a confiança deles.

Basicamente, para conseguir recomendações de clientes, você deve trabalhar bastante o fator engajamento. Além de produzir incentivos diretos (como promoções, descontos e ofertas) e indiretos (criação de conteúdo altamente relevante, segmentado e que faça seus clientes compartilharem espontaneamente), é importante agradar e identificar os clientes certos.

Dessa maneira, você terá boas provas sociais para atingir possíveis compradores de forma mais natural e confiável 🙂

Continue acompanhando nosso blogfanpage e linkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

O primeiro passo crucial para se ter uma presença online é ter um site. Isso, quando se tem boas ações que levam seu público até ele, gerando visitantes.

Mas, se você deseja gerar leads e vendas, precisa aprender algumas técnicas para promoção do seu negócio, Uma das ferramentas mais eficientes são as Landing Pages.

Muitas empresas simplesmente jogam dinheiro fora por não trabalharem direito essa ferramenta.

Gasta-se muitos recursos para trazer potenciais visitantes para o site da empresa e depois disso apenas uma parcela muito baixa desses visitantes acaba se tornando clientes de fato.

Por que isso acontece?

Uma das grandes razões para que isso aconteça é a falta de um bom uso de páginas de conversão.

Neste post vamos explicar o que são essa páginas de conversão e por que elas podem fazer uma grande diferença nos resultados obtidos com o marketing digital.

O que é Landing Page?

Conhecidas popularmente como páginas de conversão, páginas de destino ou páginas de captura, as landing pages são parecidas com qualquer outro site, mas é importante compreender que elas operam um pouco diferente.

Elas são criadas para promover um determinado objetivo, enquanto o site, geralmente mais abrangente, pode desempenhar simultaneamente diversas tarefas, como fornecer informações, permitir compra direta de produtos ou dar aos visitantes uma opção de comunicação com você.

Uma LP é uma página que traz uma oferta e estimulam os visitantes a tomar uma ação específica. Sendo mais preciso, landing page é uma página criada com um objetivo único: a conversão.

Por isso, as landing pages são peças premium dentro do seu site, geralmente composta por:

  • Uma oferta;
  • Um formulário;
  • Um CTA (chamada para ação).

Para que servem as Landing Pages?

Como estratégia de marketing, a landing page é um tipo de site estratégico utilizadas para conduzir os visitantes rumo à conversão fazendo com que eles realizem uma ação específica.

Realizando essa ação, você consegue algumas informações do seu visitante (que se tornou agora um lead) como nome e email, podendo trabalhar um relacionamento depois.

Por isso, é importante ter em mente uma meta clara na sua estratégia de marketing. Se a meta é fazer o seu público realizar uma conversão – compra, clique, curtida, visualização, download, cadastro, assinatura de newsletter -, uma boa landing page aumenta consideravelmente suas chances de sucesso.

Para isso, primeiramente, sua página deve ser clara, precisa e organizada, oferecendo realmente aquilo que foi prometido, informado ou especificado em sua campanha estratégica inicial.

Por exemplo, nessa LP de um eBook da Mkt Ideas, nosso único objetivo é fazer com que o visitante forneça suas informações de contato em troca do download gratuito do eBook:

Quando é melhor direcionar o visitante à uma Landing page ao invés de um Site?

Uma página de conversão é uma maneira eficiente de conseguir uma resposta à uma oferta em particular.

Digamos que você esteja fazendo um anúncio de uma oferta em um serviço específico da sua empresa. Ao clicar neste anúncio, os visitantes devem chegar em uma página que seja diretamente relacionada ao anúncio que eles acabaram de ver.

A landing page é muito apropriada para isso. Não faça com que o visitante tenha que procurar o serviço pelo site. Isso o dispersa, o emburrece e não o converte.

Embora o seu site principal possa e deva ter uma menção à essa oferta, ele contém muita informação que não é relacionada a ela, podendo distrair o visitante.

Por que as Landing Pages são importantes?

Essa resposta é simples: resultados!

Landing pages bem elaboradas permitem que se tenha uma taxa de conversão muito maior do que em um site normal. Não são raros os casos onde se pode otimizar a taxa de conversão para 5 ou 10 vezes mais.

Quais as diretrizes para criar uma Landing Page?

Passando para a parte mais prática, existem alguns pontos importantes na criação de landing pages que sempre devem ser levadas em consideração:

– Adicione valor. Antes de tudo, ofereça algo de valor na página e deixe isso claro para o visitante. Essa oferta pode ser um eBook, uma apresentação, um infográfico, uma planilha, um webinar, um vídeo, uma promoção e até uma consultoria. O importante é que ela seja atrativa e acrescente algo na vida do seu lead.

– Quanto mais simples, melhor. Uma landing page é exatamente uma só página, não tem menu de navegação e nenhuma outra página que desvie a atenção dos visitantes.

– Blocos de textos curtos e objetivos. A página deve ser focada no objetivo para conseguir alcançar a meta determinada. Os textos devem ser redigidos de forma clara, concisa e precisa e os formulários devem ter somente os campos necessários; muitos campos podem acabar levando o visitante a desistir da conversão. Não distraia seus visitantes com informações não relacionadas ao objetivo.

– Use CTAs. Call to action ou Chamadas de ação em botão ou link ajudam a levar os visitantes a completar a tarefa proposta (cadastrar, assinar, comprar, encomendar ou seja lá o que for que você quer que os visitantes façam). Eles devem ser bastante visíveis para o visitante.

– Design funcional. O design de toda a página deve ser elaborado de tal forma que a CTA se destaque para que os visitantes possam facilmente completar a ação proposta.

– Design atraente. As primeiras impressões são a chave para tudo. Você precisa atrair a atenção dos seus visitantes de imediato com um ambiente incrível, elementos visuais lindos e um design arrebatador. Insira uma imagem, se for o preview da sua oferta melhor ainda.

– Não se esqueça do AIDA. No meio publicitário o acrônimo AIDA é uma das ideias mais propagadas e defende um ciclo pelo qual as pessoas passam antes da conversão. Portanto, toda a comunicação deve levar em conta cada um dos passos: Atenção, Interesse, Desejo e Ação.

– Utilize depoimentos. Utilize depoimentos reais de pessoas que já foram ou ainda são seus clientes. Eles servem como o gatilho mental da Prova Social.

– Seja responsivo. Certifique-se que sua landing page também tenha uma aparência fantástica nos dispositivos móveis. Uma boa parte do seu tráfego vai chegar a partir de navegação mobile e estes visitantes não vão ficar na página se esta tiver uma aparência ruim em suas telas.

– Facilite. Mantenha os detalhes importantes “acima da dobra” (isso é, na parte onde é possível ver sem a necessidade de navegar para baixo). Não esconda o seu formulário, botão de assinatura ou o banner com CTA na parte de baixo do site, muitas pessoas não irão ver essa parte e você estará perdendo oportunidades.

– Testes são essenciais. Dificilmente sua LP ficará satisfatória de primeira pois são muitos detalhe para acertar e que dependem muito de seu público alvo, do segmento em que sua empresa está inserida e da oferta proposta.

Abordamos muitas dicas de design para alavancar as conversões da sua landing page e site nesse artigo aqui. Recomendo a leitura!

Como aumentar o tráfego na sua landing page?

Para tirar proveito dessa ferramenta e ter melhores resultados, o ideal é você integrá-la com outras ações de marketing, como o Inbound Marketing, e conseguir mais visitantes para sua landing page fazendo com que se apaixonem pela sua marca, sua organização, seus produtos/serviços, e claro, converter mais leads.

Há 3 caminhos importantes para trazer mais tráfego para sua landing page e nós recomendamos que você explore nesse artigo aqui.

Basicamente, esses 3 caminhos são: Redes Sociais, Anúncios e Blog. Mas também vale muito aproveitar os leads que você já tem na sua base, através de disparos de Email Marketing.

Exemplo:

  • Envie a landing page como uma campanha de email marketing
  • Poste o link da landing page nas redes sociais
  • Crie um banner CTA ou pop-up direcionando para a landing page
  • Crie uma campanha nas mídias pagas conectando para a sua landing page

Estes são bons métodos para direcionar tráfego para sua LP e aumentar as oportunidades na geração de leads.

Assim, as landing pages são indispensáveis no marketing digital e, agora que você já sabe bastante coisa sobre essa ferramenta, comece a aplicá-la hoje mesmo em sua estratégia!

Achou que íamos deixar você fazer tudo sozinho?

De jeito nenhum! A Mkt Ideas pode te ajudar na criação de landing pages e em ações integradas de marketing específicas para as necessidades da sua empresa.

Dê uma conferida nesse ebook:

Continue acompanhando nosso blogfanpage e linkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas

Empreender significa estar disposto a lidar com riscos, expectativas e paixão. E os filmes podem ser uma grande fonte de inspiração, inclusive no mundo do empreendedorismo. Milhares deles retratam histórias motivacionais, sejam elas de ficção ou baseadas na realidade.

Conhecer histórias de profissionais de sucesso e saber como surgiram algumas empresas (fictícias e reais) pode ser fundamental para o empreendedor que está em busca de inspiração e novas ideias para seu negócio.

 

Veja também:

10 cases de marketing digital para você se inspirar [eBook]

9 ferramentas úteis que usamos para ter uma gestão produtiva

10 maneiras baratas de divulgar sua empresa

 

Quantas vezes você não terminou de ver um filme e ficou empolgado com uma ideia genial? Mensagens abertas e ideias malucas permitidas para um filme podem ser o ponto de partida para encontrar aquela ideia incrível que você tanto procura.

Pensando nisso, preparamos uma lista com 50 filmes incríveis que os empreendedores não podem deixar de ver (alguns deles disponíveis na Netflix):

O menino que descobriu o vento (2019)

O filme conta a história de Kamkwamba, um jovem que vive na África, e enfrenta dificuldades de sobrevivência ao lado de sua família. Para superar uma violenta seca pós inundação que submetia os moradores da região à fome e miséria sem ajuda do governo, o jovem busca conhecimento por meio de livros de ciência e cria um moinho de cinco metros de altura usando uma bicicleta quebrada, uma pá de ventilador de trator, um velho amortecedor e árvores, e transforma a realidade da sua comunidade.

Você vai aprender que o conhecimento e a persistências podem alavancar a sua ideia em meio a dificuldades e transformar realidades.

Abstract (2018)

 

Em formato de documentário divido em oito episódios, mostra como é o processo criativo dos designers mais inovadores do mundo.  A série reúne importantes nomes da cena e revela como esses gênios da arte visual pensam e qual a influência do trabalho deles em vários aspectos da nossa vida cotidiana.

Você aprenderá a pensar no visual e no design e no processo criativo da sua marca ou produto pode fazer a diferença durante a jornada empreendedora.

Fome de Poder (2016)

Esse filme conta a história de ascensão da rede de lanches McDonalds. Sim, é mais um filme em que o protagonista não é nenhum santinho (muito pelo contrário) e tem uma postura repudiável.

Mas a lição de que persistir nos seus objetivos para ter sucesso fica bem clara. Mas não é apenas persistir por persistir. Tem que ter dedicação e se entregar para valer no negócio.

Você vai se impressionar com a revolução que Ray Kroc fez na maneira de preparar e vender hambúrgueres.

Walt Antes de Mickey (2015)

Baseado na história real de Walt Disney, o filme fala dos primeiros anos da carreira do desenhista e dos obstáculos que ele precisou superar antes de criar seu desenho mais famoso, o Mickey Mouse. 

Uma das frases do filme vale para qualquer um que queira ter seu próprio negócio: “Tudo o que vale a pena fazer deve ser bem feito”, diz o pai do jovem Walt. Para quem quer empreender, sempre é bom conhecer as histórias de quem chegou longe.

A Grande Aposta (2015)

Este filme conta a história de quatro investidores e como eles fizeram sua fortuna no mercado imobiliário no Estados Unidos. Você vai perceber a importância de se antecipar com seus produtos e serviços para ter sucesso.

O filme foi indicado ao Oscar e conta com um elenco de peso! Esse é mais um dos filmes que todo empreendedor deveria assistir.

A Teoria de tudo (2015)

Mais um filme baseado em fatos reais que conta a história de Stephen Hawking e mostra como o astrofísico fez descobertas relevantes no mundo científico.

Como lições que você pode aprender com o filme, vale observar que nem sempre você terá a resposta para tudo (e que tá tudo bem!). Você nunca deve deixar de expressar a sua voz e de compartilhar seu conhecimento.

Mesmo com a doença, Hawking criou uma maneira de se comunicar e verbalizar seu conhecimento. A superação é a chave de tudo!

Joy: O Nome do Sucesso (2015)

O mundo dos negócios não é feito só de homens. Pelo contrário: apesar de todos os desafios, o empreendedorismo feminino no Brasil cresceu 34% em 14 anos, chegando a 7,9 milhões de empresárias em 2014. 

Na obra, Jennifer Lawrence interpreta Joy Mangano, jovem divorciada e mãe de três filhos. Com uma vida difícil e repleta de conflitos familiares, ela acredita que seu destino é o fracasso. Entretanto, Joy inventa um esfregão revolucionário e, com ele, alcança o sucesso. 

O filme é uma emocionante lição de superação e encoraja mulheres que desejam entrar e se destacar no mundo dos negócios.

Um Senhor Estagiário (2015)

 

Mais uma personagem feminina real e inspiradora vem rechear nossa lista de indicações. O mote dessa comédia, é o choque de gerações no mercado de trabalho. Ben Whittaker, um viúvo de 70 anos, é contratado como estagiário sênior de uma startup de venda de roupas online. A história gira em torno da relação dele com a CEO da empresa, Jules Ostin, e com os colegas de trabalho.

O longa contrapõe a experiência “desatualizada” à jovialidade e inovação sem tanto conhecimento de mercado. A presença feminina no mundo dos negócios também é discutida, já que as angústias da chefe da empresa são expostos ao espectador. De forma leve e divertida, o filme dá lições de empreendedorismo, liderança, inovação, inclusão e empatia.

Steve Jobs (2015)

Dirigido por Danny Boyle, o longa retrata três fases da vida de Steve Jobs (Michael Fassbender), sócio-fundador da empresa Apple e gênio da tecnologia: o lançamento do Macintosh, da NeXT e do iMac. 

Diferentemente de Jobs — que mencionarei abaixo –, a história não abrange apenas a vida profissional do personagem. Mais intimista, é focada também na vida pessoal dele.

Esse filme inspira empreendedores à medida que comprova como coragem, foco e persistência são essenciais ao sucesso de qualquer negócio. Também revela o impacto que o marketing tem sobre uma marca, já que Jobs sempre conseguiu cativar o público e a mídia, apesar de sua personalidade forte e polêmica.

Capital C (2014)

Esse documentário foca em novas formas de capitalizar negócios e como muitas desses casos têm sido desenvolvidos nos Estados Unidos por meio do crowdfunding. A história mostra três empreendedores com negócios distintos e com algo em comum, nenhum deles têm capital para desenvolver. Sendo assim, direcionam seus esforços para campanhas de arrecadação de dinheiro através de patrocínio individual de pessoas físicas que gostam de seus projetos e resolvem aportar um dinheiro em troca de algum benefício.

Você vai aprender que há diferentes formas de conseguir verba para financiar um negócio que, se for desenvolvido e validado, consegue um público cativo.

O Jogo da Imitação (2014)

O filme conta a história do matemático Alan Turing, que fez parte da equipe formada pelo governo britânico para quebrar um código usado pelos alemães na Segunda Guerra. 

Apesar de sua dificuldade em trabalhar em grupo, o matemático logo começa a liderar a equipe que busca construir uma máquina capaz de decifrar o código. 

Para empreendedores, o filme traz a importante mensagem de que é necessário acreditar na sua ideia, mesmo com as dificuldades que aparecem pelo caminho. Também é uma ótima inspiração sobre a importância de se trabalhar em equipe.

Chef (2014)

A comédia dramática traz a história de um homem que, após abandonar o emprego por conta de uma crítica pesada, decide abrir um foodtruck próprio e se reconciliar com a família. Não só isso, o novo empreendedor se esforça para o negócio dar certo, apostando em marketing digital e até em redes sociais!

Esse filme é um ótimo exemplo de como a mudança de ambiente profissional pode ser benéfica para nossa criatividade e interesse na área de atuação.

Jobs (2013)

O filme conta a trajetória de Steve Jobs, fundador de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo.

Jobs teve parte de sua vida revelada neste filme. É interessante ver como blefes podem gerar resultado, ter ambição pode trazer lucro e o lema de “vendo depois crio” é uma constante no universo dos magnatas da tecnologia. 

O longa ainda traz um bom apanhado de memórias de sua carreira e também algumas lições práticas, como saber lidar com investidores. Apostar em ideias, perseguir um ideal, fazer melhor do que os outros e as palavras chave “inovação” e “paixão pelo que faz” são os lemas dessa história.

Burt’s Buzz (2013)

O filme é baseado na história de Burt Shavitz para fazer com que sua marca de cosméticos, Burt’s Buzz, ganhe seu espaço. 

Durante a história, você pode conhecer os esforços de um empresário, agindo de várias formas em uma empresa. Um dos melhores filmes sobre empreendedorismo.

O Lobo de Wall Street (2013)

O filme (“The Wolf of Wall Street”, 2013) é baseado nas memórias de Jordan Belfort, um ambicioso ex-corretor da Bolsa de Valores de Nova York que começa a trabalhar com a venda de ações de pouco valor.

Além de mostrar as consequências de uma ambição sem fim, o enredo tem muito a ver com enxergar oportunidades e não ter medo de arriscar. O filme traz uma pessoa que começa trabalhando para outras. Nisso, ele consegue identificar uma oportunidade e resolve ele próprio montar seu negócio. 

É importante observar como o protagonista atinge seus objetivos com seu poder de persuasão podendo fazer até o cliente mais desinformado a comprar o seu produto. A narrativa também comprova a importância de pensar positivo, ter uma boa visão do futuro, adotar estratégias para alcançar o sucesso e, claro, agir com ética.

Phil Knight: O Homem que Conduz o Mundo (2012)

O documentário conta a história de Phil Knight, fundador da Nike, e mostra o surgimento e a ascensão da marca esportiva que se tornou uma das mais fortes do planeta. A Nike foi a primeira empresa a patrocinar jogadores profissionais, criando uma forma diferente de dialogar com o público. O principal ícone do sucesso dessa estratégia é o jogador de basquete Michael Jordan. Os produtos associados a seu nome foram responsáveis por alavancar as vendas da marca em todo o planeta.

Você vai aprender como encontrar formas diferenciadas de posicionar o seu negócio ou em marca em meio a tantas opções já existentes no mercado.

O Sushi dos Sonhos de Jiro (2011)

O filme apresenta Juro Ono, um japonês de 85 anos, também conhecido como o mestre dos sushis. 

Ele é proprietário de um renomado restaurante, o Sukiyabashi Jiro, localizado em uma estação de metrô de Tóquio. O local, que recebeu diversos prêmios, serve pratos minuciosamente preparados e oferece aos clientes experiências gastronômicas únicas.

Extremamente perfeccionista, Juro Ono é exemplo de humildade, dedicação, disciplina e verdadeiro amor pela profissão. O japonês, que trabalha com sushis desde os 10 anos de idade, não perde o foco na busca pela receita perfeita. Para ele, o bom não é o suficiente. Por conta disso, O Sushi dos Sonhos de Jiro é um filme que com certeza irá motivar quem deseja empreender ou aprimorar seu negócio.

Margin Call – O Dia Antes do Fim (2011)

Também baseado em fatos reais, o filme fala sobre a crise econômica de 2008 vista de dentro do universo dos bancos de investimento americanos. 

A história mostra com algumas decisões erradas e falta de transparência no mundo corporativo podem levar ao fracasso. Por isso, o filme traz à tona uma questão fundamental para qualquer empresa: a postura ética.

O Homem que Mudou o Jogo (2011)

Baseado em uma história real e longe de ser um filme sobre esportes, o filme (“Moneyball”) conta a história do gerente de um time de baseball que tenta montar um time competitivo mesmo com uma situação financeira desfavorável. 

O gerente geral, Billy Beane, tem o desafio de cuidar do time, mas possui poucos recursos e a concorrência de grandes times é brutal. Para conseguir maior rendimento, ele desenvolve uma complicada análise estatística de seus jogadores, tornando possível fazer mais com menos. Como toda empresa precisa estar atenta à economia de recursos, essa é uma história que pode inspirá-lo a buscar alternativas pouco evidentes para chegar ao sucesso sem gastar demais.

Uma frase vista no filme é importante para os potenciais empreendedores que ainda se apegam à zona de conforto: “Quando as coisas não funcionam bem, mude seu jogo”, ou seja, inove! 

Something Ventured (2011)

Something Ventured é um documentário sobre homens de negócios do Vale do Silício. A obra apresenta a história de um grupo de investidores de grandes empresas de tecnologia, como Apple, Atari, Google e Intel, e explica como funciona o capital de risco nos Estados Unidos.

No longa, destacam-se características intrínsecas à personalidade desses profissionais. Ser visionário, ousado e criativo e ter ampla visão de mercado parecem ser requisitos básicos para se destacar no segmento tecnológico. Esse filme é ideal para aqueles que desejam expandir as fronteiras do próprio negócio e alcançar mercados liderados por empresas gigantes.

A Rede Social (2010)

O filme (“The Social Network”) conta a história de Mark Zuckerberg, o fundador do Facebook, mostrando a criação da rede dentro da universidade de Harvard, em 2003. Em apenas seis anos, Mark Zuckerberg é o mais jovem bilionário da história.

Com a proposta de levar as interações entre pessoas para o mundo virtual, o Facebook se tornou a maior rede social do planeta. Assim como em Steve Jobs, o filme demonstra que a genialidade não garante a consolidação de uma marca. Mais do que criatividade, é preciso ter extrema dedicação para colocar o sonho em prática.

O filme é ideal para entender como esta ferramenta foi idealizada e como esse mecanismo funciona, além disso, compreender “a visão do criador dessa rede” pode ajudar na criação de ideias e inspirar o empreendedorismo.

Decisões Extremas (2010)

Os filhos do casal Aileen e John Crowley têm uma doença degenerativa. Marcados pela falta de esperança, suas trajetórias mudam quando descobrem um cientista que pode trazer a cura. Mas para isso, John precisa abrir uma empresa para fabricar os remédios.

O filme mostra que as empresas precisam ter um propósito para serem criadas e o empresário tem que acreditar nela e no que produz. A partir de problemas pessoais, o personagem encontra uma saída, que é a abertura de uma startup.

Amor & Outras Drogas (2010)

Não se deixe enganar pelo nome. Esse filme tem o foco na vida de Jamie Randall, um vendedor, demitido da loja de eletrodomésticos em que trabalhava, que se torna um dos maiores representantes comerciais da indústria farmacêutica.

O personagem é constantemente bombardeado por questões éticas e morais, e é essa avaliação que deve chamar a atenção dos jovens empreendedores.

O personagem também é um ótimo exemplo de como o discurso coeso e o posicionamento com foco podem abrir novas oportunidades de negócio.

Invictus (2009)

Após ser libertado da prisão e eleito presidente da África do Sul, Nelson Mandela se vê diante de um país dividido pelo racismo. É então que ele pensa numa estratégia pouco convencional: usar o rúgbi para unir o povo. Para isso, ele precisa da ajuda do capitão do time, um jovem branco. 

A história chama a atenção pela habilidade de negociação demonstrada por Mandela, característica necessária para qualquer empreendedor que deseja crescer nos negócios.

Coco Antes de Chanel (2009)

O filme é sobre Coco Chanel, famosa estilista francesa e criadora da empresa que leva seu sobrenome. Como o próprio título indica, a obra é focada na fase anterior à fundação da companhia e narra a vida pessoal da protagonista, incluindo a infância pobre e os relacionamentos amorosos.

Coco Chanel revolucionou o mundo da moda ao ousar se vestir com roupas masculinas quando todas as mulheres usavam os desconfortáveis espartilhos e outros adereços exagerados. Mas, como não poderia deixar de ser, o início da carreira de Coco não foi fácil. Ela precisou vencer diversos obstáculos – da pobreza extrema aos costumes de sua época – para conseguir o que queria. Para empreendedores – em especial às mulheres – é um ótimo filme sobre perseverança e coragem.

Um Sonho Possível (2009)

Baseado numa história real, o filme conta a história de um jovem pobre que é adotado por uma família rica e assim consegue realizar o sonho de se tornar jogador de futebol americano. 

Os temas da superação dos obstáculos (no caso do jovem) e da persistência para conseguir um objetivo (no caso de sua mãe adotiva) são ótimos para inspirar empreendedores.

Golpe de Gênio (2009)

O filme é extremamente recomendado para aqueles que estão sem motivação para os empreendimentos ou mesmo desacreditados de seus projetos.

O longa traz a história de um personagem motivado e de criatividade duvidosa, que conta sempre com o apoio de seu amigo que é dono de uma habilidade natural para vendas e para criação de estratégias. No decorrer do filme, a história mostra que os negócios da dupla desandam e começam a tomar um rumo muito diferente do desejado. Entretanto, a persistência e a coragem de tentar uma vez mais poderão ser fundamentais para dar a volta por cima.

Julie & Julia (2009)

O filme mostra a vida de duas mulheres, de tempos diferentes, em paralelo, comparando suas frustrações com a carreira e a vida cotidiana e como encontraram na culinária uma maneira de se desvencilhar da desmotivação que as assolava.

A história é fundamental para entendermos sobre a importância de não nos estagnarmos em nossas profissões, e como a busca por soluções para a vida profissional podem estar em qualquer lugar. Até mesmo em um livro de receitas.

Amor Sem Escalas (2009)

O filme conta a história de Ryan, um homem que tem a função de demitir pessoas, e por isso se torna uma pessoa insensível à angústia alheia – ele adora o que faz. Porém, a vida de Ryan começa a se complicar quando vê seu emprego ameaçado por um sistema que faz demissões por videoconferência. 

A falta de sensibilidade com a necessidade dos outros e a substituição de um emprego por um sistema automático são situações que podem acontecer em qualquer empresa, o que torna este filme uma boa pedida para quem não quer cair em armadilhas.

Quem Quer Ser Um Milionário (2008)

Um dos maiores sucessos do cinema indiano, o filme mostra o jovem Jamal Malik num famoso programa de perguntas e respostas na TV. Jamal busca em sua própria história, marcada por uma infância miserável e violenta, as respostas para as questões perguntadas pelo apresentador. 

É um exemplo de busca de força interior, algo essencial para empreendedores.

Um Bom Ano (2006)

O filme nos apresenta um investidor bem sucedido que acaba herdando uma luxuosa propriedade na França. O personagem, sem qualquer noção de ética, prefere colocar sua vaidade à frente da boa administração, o que gera uma série de conflitos na gestão do negócio.

O filme traz uma série de reviravoltas, mas mostra-nos como o ego e a ganância cega podem por fim a qualquer império, por mais sólido que pareça.

Não só isso, é uma boa chance de refletir sobre a obsessão com o trabalho e como isso pode impactar na qualidade do seu serviço.

À Procura da Felicidade (2006)

Talvez esse seja o maior exemplo do desejo de superação que pode ser encontrado no cinema. Estrelado por Will Smith, já se tornou um clássico quando o tema é inspiração.

Baseado na história real de Chris Gardner, o filme mostra Chris em busca da carreira que acredita e do sustento da família. Ele enfrenta o pior momento de sua vida, desempregado, abandonado pela mulher e lutando para criar seu filho pequeno, acaba não tendo onde morar, mas persegue um sonho que é o que o motiva. Esse filme é exatamente o que um empreendedor precisa assistir antes de começar um negócio, pois mostra que o sucesso vem com muita persistência.

O Diabo Veste Prada (2006)

O Diabo Veste Prada (“The Devil Wears Prada”) é um bom filme para o empreendedor que acha que seu período como funcionário não ajudou em nada na sua carreira. O filme é estrelado por Anne Hathaway e Meryl Streep.

O sonho de Andy é ser jornalista, mas ela acaba como assistente da famosa editora Miranda Priestly. Após um tratamento humilhante, Andy se adapta e começa a usufruir dos benefícios da indústria da moda. Ela precisa fazer uma decisão entre manter seu emprego atual ou perseguir seus sonhos anteriores.

O filme mostra que muitas vezes é preciso passar por um emprego não tão positivo para ganhar experiência de vida. 

O Aviador (2004)

O filme Aviador é um filme que narra a obsessão da criação de um negócio. Hughes Hughes, é o tipo de empreendedor que consegue investir em muitas ideias ao mesmo tempo e se torna obsessiva com elas. 

Howard Hughes ficou milionário já aos 18 anos, devido à herança de seu pai. Pouco depois ele se mudou para Los Angeles, onde passou a investir na indústria do cinema, pela qual dirigiu grandes filmes. Paralelamente Hughes se dedicou a uma de suas maiores paixões, a aviação.

A lição deste filme e a história de empreendedor é: Nunca tenha medo de assumir uma empresa maior do que a sua.

Em Boa Companhia (2004)

O filme fala sobre uma situação comum nas empresas: um chefe na casa dos 50 anos perde seu posto para um jovem com a metade da sua idade e precisa se segurar no emprego para pagar as contas em casa. 

Toda empresa passa por períodos de mudança, portanto, o filme traz mensagens importantes para quem quer estar preparado para elas.

Mestre dos Mares – O Lado Mais Distante Do Mundo (2003)

Russell Crowe é Jack Aubrey, capitão do H.M.S. Surprise, um dos principais navios de guerra da marinha britânica. Com seu país em guerra contra a França de Napoleão Bonaparte, Aubrey é atacado por um navio inimigo mais poderoso, que fere boa parte de sua tripulação e ainda danifica o navio. Aubrey então se sente dividido entre cumprir seu dever e tentar derrotar o inimigo ou retornar para cuidar dos feridos.

A liderança de Jack é notável. Com sua tripulação ferida e com medo ele consegue engajar e encorajar sua equipe focando na estratégia de explorar a fraqueza do adversário. Coragem, ousadia e análise para agir nas adversidades e no momento certo. Além da necessidade de estar preparado para enfrentar as alterações imprevistas e críticas.

De Porta em Porta (2002)

Esse é o filme perfeito para quem gosta de histórias de superação. O filme De Porta em Porta (2002), inspirado em um personagem real, mostra as dificuldades enfrentadas por Bill Porter, que tem paralisia cerebral, consegue superar todos os desafios e ser um dos melhores vendedores de porta em porta da companhia que trabalha.

Por conta da deficiência, Bill precisa conviver com o preconceito, a rejeição e inúmeros outros desafios diários. Bill demonstra como humildade, paciência, determinação, disciplina e empatia são fatores essenciais a quem deseja alcançar seus sonhos. 

Startup.com (2001)

Esse documentário retrata a meteórica trajetória da govWorks até sua queda, em 2001. A empresa que propunha facilitar, por meio da internet, a relação entre a população e o governo. 

A govWorks recebeu investimentos milionários e tinha tudo para crescer ainda mais, mas, por conta de erros gerenciais e falhas na execução do serviço, acabou falindo. Nesse sentido, o documentário apresenta os meandros do desenvolvimento de uma startup, expondo riscos e conquistas, e serve de guia em relação ao que deve e não deve ser feito. 

Além da chance de acompanhar o crescimento e declínio de um novo negócio, esse projeto nos mostra a importância de um planejamento conciso para o lançamento de qualquer tipo de negócio. Não só isso, é fundamental notar como as relações e demandas pessoais interferem em uma liderança despreparada, que acabam por levar a empresa, que cresceu vertiginosamente, ao seu fechamento.

Piratas do Vale do Silício (1999)

O filme (“Pirates of Silicon Valley“ ou “Piratas da Informática”) é um clássico entre os apaixonados por tecnologia.

O filme é baseado em uma história real e mostra a competição em busca da liderança do mercado de tecnologia entre dois gigantes: Steve Jobs, fundador da Apple, e Bill Gates, criador da Microsoft e Windows. Eles se enfrentam em uma guerra de bastidores, nem sempre honesta. O filme mostra a briga entre dois empresários brilhantes em busca da liderança.

Clube da Luta (1999)

Jack é um executivo jovem, trabalha como investigador de seguros, mora confortavelmente, mas ele está ficando cada vez mais insatisfeito com sua vida medíocre. Para piorar ele está enfrentando uma terrível crise de insônia, até que encontra uma cura inusitada para o sua falta de sono ao frequentar grupos de auto-ajuda.

Nesses encontros ele passa a conviver com pessoas problemáticas como a viciada Marla Singer (Helena Bonham Carter) e a conhecer estranhos como Tyler Durden (Brad Pitt). Misterioso e cheio de ideias, Tyler apresenta para Jack um grupo secreto que se encontra para extravasar suas angústias e tensões através de violentos combates corporais.

O interessante é como o  “Clube da Luta” é administrado. Com regras bem estabelecidas e conhecidas por todos, a “cultura organizacional” é sempre respeitada, motiva e inspira seus participantes. Além disso, faz com que muitos queiram fazer parte daquilo. Entendeu né?

O Triunfo dos Nerds (1996)

O documentário mostra a ascensão dos computadores em meados de 1970, até o boom que revolucionou o mundo, já em 1990, protagonizando jovens talentosos que praticamente inventaram a indústria de computadores como conhecemos hoje dia.

Steve Jobs, que aparece nas filmagens, lembra-nos sobre a importância de sempre desafiarmos as convenções se realmente quisermos apresentar algo novo para a humanidade.

Ponto fundamental para qualquer empreendedor que queira se destacar no mercado hoje em dia.

A Grande Virada (1996)

A Grande Virada (“Jerry Maguire”) é um filme que interpreta um agente esportivo bem-sucedido que é afastado dos negócios por acreditar que os agentes deveriam dar um tratamento mais humano aos atletas. 

Este ato de “lucidez” provoca sua demissão em um curto espaço de tempo e ele começa a perder de uma só vez todos os seus clientes, sendo obrigado a concentrar toda a sua energia e potencial em seu único cliente, um temperamental jogador negro de futebol americano. “Me ajuda a te ajudar!”

O filme mostra a dificuldade de montar um negócio em um mercado competitivo e, que é possível vencer depois de um fracasso, e que independente das consequências imediatas que isso possa acarretar, sempre mantenha seus valores éticos e morais.

Coração Valente (1995)

Quando se fala em líder e personagens de cinema, impossível não lembrar de William Wallace e o seu comovente discurso em nome da liberdade.

Quantas vezes os empreendedores são os únicos que acreditam em suas ideias? E é a paixão por elas que o faz seguir em frente. Mais uma bela história para encorajá-lo a ir firme no seu propósito.

Um Sonho de Liberdade (1994)

Andy Dufresne, um jovem e bem sucedido banqueiro, tem a sua vida radicalmente modificada ao ser condenado por um crime que nunca cometeu, o homicídio de sua esposa e do amante dela. Ele é mandado para uma prisão que é o pesadelo de qualquer assassino psicopata, a Penitenciária Estadual de Shawshank, no Maine.

Se pudermos definir este filme em apenas uma palavra seria: grandeza. É a história de um homem que consegue ter sucesso nas piores condições possíveis imagináveis. Preso em um inferno e sendo punido por algo que não fez. Andy faz amigos e consegue tirar proveito de uma situação em que a grande maioria pessoas desistiria. Com perseverança e segurança no seu talento, ele consegue algo que jamais sonhou ser possível.

Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994)

O filme conta a história de Forrest Gump, uma pessoa de baixo QI que acaba se tornando um herói que decide fazer só o que o deixa feliz. A partir daí, o filme mostra uma sucessão de conquistas. Ele se torna, entre outras facetas, proprietário de uma cadeia de restaurantes especializados em camarão e sócio-fundador da Apple.

Mais do que isso, a história pode ser vista como a trajetória de uma pessoa simples que, com seu esforço, consegue superar seus problemas individuais e vencer na vida.

Ainda que de uma maneira caricata, o filme mostra que, às vezes, a chave para o sucesso está bem embaixo do seu nariz.

O Sucesso a Qualquer Preço (1992)

O filme mostra as disputas de uma equipe de vendas sob pressão.

A chegada de um novo chefe mexe com a dinâmica do ambiente. Os empreendedores são vendedores. Eles têm que vender sua visão, produto, empresa e propósito em tudo que fazem. E, geralmente, o fechamento da venda é a parte mais difícil, mas deve ser sempre perseguido.

A Lista de Schindler (1993)

O filme se baseia na história de Oscar Schindler, um homem de negócios alemão que salvou as vidas de mais de um milhão de judeus polacos refugiados durante o Holocausto ao empregá-los em duas empresas.

Tucker – Um Homem e Seu Sonho (1988)

Assim como Rocky, o filme (“Tucker: The Man and His Dream”) fala sobre ser perseverante em relação ao que você deseja. Na obra, o projetista americano Tucker desenvolve um carro com o design que sempre pretendia e, no meio do caminho, acaba tendo de enfrentar grandes indústrias do setor automobilístico.

Mesmo com os obstáculos, ele continua seguindo seus ideais e não pretende se render ao modelo dessas empresas. Tucker tinha uma convicção de como tudo tinha de funcionar, o que mostra a persistência na hora de montar um negócio.

O Segredo do Meu Sucesso (1987)

O filme conta a história do jovem Brantley Foster, que deixa uma cidadezinha no Kansas para tentar o sucesso em Nova York. Ao chegar lá, as coisas não saem como planejadas e ele se vê obrigado a pedir um emprego ao tio, Howard Prescott (Richard Jordan), que controla uma empresa milionária. 

Como o trabalho é modesto, Brantley, decide levar uma vida dupla, criando um personagem chamado Carlton Whitfield, um executivo de ideias brilhantes, mas que ninguém sabe de onde veio.

Com atitude fresca e novas ideias, consegue se passar por um alto executivo da empresa, trazendo inovação e crescimento para o negócio.

O Poderoso Chefão (1972)

Um dos maiores clássicos do cinema, o filme O Poderoso Chefão (1972) narra a trajetória da família Corleone e seus negócios ilícitos, mostra as vantagens e desvantagens de empreender em família e que o melhor sucessor pode ser quem menos se espera.

Apesar de não seguir os caminhos mais corretos, são uma aula à parte sobre liderança e empreendedorismo. Lições sobre criar networks, cobrar resultados e curtir a família podem ser tiradas dessa obra prima do cinema.

Cidadão Kane (1941)

Não se assuste com a idade do filme. Os mais de 70 ano que se passaram desde o seu lançamento não reduzem o mérito de ser uma das grandes obras primas do cinema clássico.

A história conta sobre a vida de Charles Kane, um personagem fictício que trabalha na área editorial e tem uma vida fundada em idealismos que acabam se tornando obsessões loucas pelo poder. O filme mostra sua inegável capacidade de conquistar tudo o que deseja, mas, ao mesmo tempo, de perder tudo o que lhe é caro.

Essa é uma abertura fundamental para discutirmos o que está em jogo em nossas ambições, lembrando-nos de pesar nossos atos dentro e fora das empresas.

 

Prontinho. Ufa!

Vocês já assistiram algum desses filmes? O que acharam? Alguma outra sugestão? Deixem seus comentários!

Lembre-se sempre: espaços para respirar e pensar fora da caixa é fundamental.

 

Se esse artigo foi útil de alguma forma para você, compartilhe em suas redes sociais e também cadastre seu email em nossa lista VIP:

Continue acompanhando nosso blogfanpage, instagramlinkedin para receber mais dicas que irão ajudar seu negócio 😉 #TakeaNote #TakeIdeas